Uma unanimidade mundial: plástico-bolha é uma diversão para todas as idades. Estourar as bolinhas do material, usado para embalar produtos frágeis, é um passatempo favorito desde sempre sempre. Agora a empresa Sealed Air quer acabar com a graça, criando um novo tipo de plástico-bolha, que não estoura de jeito nenhum.
A companhia inventou o plástico-bolha tradicional nos anos 1960, mas agora quer rever o seus conceitos.  A explicação para a ação mais estraga-prazer da história da humanidade, infelizmente, faz sentido do ponto de vista logístico.
O plástico-bolha comum é distribuído já inflado, o que ocupa muito espaço. Portanto, também é mais caro armazená-lo e transportá-lo. Enquanto isso, o material da Sealed Air, chamado iBubble, pode ser enviado vazio para o cliente, que o enche conforme sua necessidade.
O plástico, neste caso, não estoura porque, ao pressionar uma bolha, o ar simplesmente passa de uma bolinha para a outra, sem provocar o tão agradável e relaxante som que conhecemos.
Ken Aurichio, da Sealed Air, explica à CNET que a embalagem responde às novas necessidades do comércio eletrônico pela utilização de recursos mais rápidos e sustentáveis.
No entanto, ele também tranquiliza as milhões de pessoas que tiram prazer de estourar as bolhinhas da embalagem plástica. “Plástico-bolha que estoura continuará existindo no tempo de vida de todo mundo”, conclui ele.

Fonte: Sertão Vivo